Schevchuk: o ocupante investe na morte, mas a Ucrânia está lutando e morrendo pela vida

0

Em um dia, a Rússia lançou oito mísseis de cruzeiro sobre a Ucrânia num total de US$ 100.000.000. Vemos quanto dinheiro o agressor investe em destruição, ruína e morte. E o ocupante rouba o porvir de seu próprio povo. Em vez de desenvolver o patriotismo investindo esses fundos no bem-estar e na melhoria de vida dos próprios russos, grandes problemas, grandes danos, grandes destruição são infligidos a todos: tanto aos russos na Rússia quanto ao povo ucraniano.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Hoje é quinta-feira, 4 de agosto de 2022, e pelo 162º dia, o povo ucraniano tem se mantido inflexível na batalha contra o injusto agressor russo, o ocupante que mata e destrói, que veio à nossa terra para roubar e arruinar o povo ucraniano e o Estado ucraniano.

Novamente, durante o último dia, toda a linha de frente estava em chamas. O inimigo também está bombardeando impiedosamente cada pedaço de terra ucraniana onde sua mão assassina e mortal pode alcançar. O bombardeio em massa foi realizado em nossas áreas fronteiriças no norte da Ucrânia, nas regiões de Chernihiv e Sumy. Nossas cidades de Kharkiv e Mykolayiv estremeceram novamente sob as bombas russas. Um golpe poderoso foi infligido na cidade de Nikopol, onde 60 desses foguetes e mísseis causaram grande destruição a esta cidade ucraniana, uma cidade industrial, e muitas pessoas foram mortas e feridas.

Em apenas um dia, a Rússia lançou oito mísseis de cruzeiro sobre a Ucrânia num total de US$ 100.000.000. Vemos que mesmo o ocupante acha cada vez mais difícil explicar a si mesmos e ao seu próprio povo por que essa guerra sem sentido é necessária. Vemos quanto dinheiro o agressor investe em destruição, ruína e morte. E o ocupante rouba o porvir de seu próprio povo. Em vez de desenvolver o patriotismo investindo esses fundos no bem-estar e na melhoria de vida dos próprios russos, grandes problemas, grandes danos, grandes destruição são infligidos a todos: tanto aos russos na Rússia quanto ao povo ucraniano. O ocupante investe na morte, mas a Ucrânia está lutando e morrendo pela vida. E é por isso que dizemos que a Ucrânia está de pé. A Ucrânia está lutando. A Ucrânia está orando.

 

Hoje continuaremos nossa jornada pelos caminhos da sabedoria da oração cristã. Vocês e eu estamos mais uma vez pensando em certas maneiras de ouvir a Deus. Praticamos a escuta orante da palavra de Deus, a leitura orante das Sagradas Escrituras. Já passamos por várias etapas preliminares, falamos sobre a preparação, sobre a primeira leitura, lectio, do texto divino.

Hoje, vamos refletir sobre a escuta da Palavra de Deus, que nos é dirigida através da leitura das Sagradas Escrituras. E este terceiro momento de oração com as Sagradas Escrituras chama-se escuta, meditatio. Dissemos ontem que ao reler pela primeira vez o texto das Sagradas Escrituras, tentamos sentir o que naquelas palavras, nessas frases, nessas expressões mais me impressionou ou mais me tocou. E hoje, quando queremos realmente ouvir a voz de Deus, que é dirigida através desses textos, precisamos nos questionar o seguinte: o que Deus quer me dizer através da sua Palavra que eu leio? O que me tocou, o que me comoveu particularmente, o que isso significa para mim? O que é esta palavra de Deus dirigida a mim pessoalmente?

Para não cair em vários perigos durante esta meditação sobre as Sagradas Escrituras, é muito relevante compartilhar o que você ouve com a comunidade. É por isso que dizemos que é bom para os principiantes, em particular, começar a ler em oração as Sagradas Escrituras na comunidade de oração de sua paróquia, sua congregação. E desta forma será realmente possível proteger-se de qualquer mal-entendido sobre o que ouviu. Em algumas comunidades existe a tradição de ouvir o eco da palavra que soou no coração de todos aqueles que lêem o mesmo texto bíblico. E o que ouvi do Senhor Deus hoje pode ser relevante não só para mim pessoalmente, mas também para a comunidade, a Igreja, à qual pertenço.

Hoje, gostaria de fazer um apelo especial aos nossos soldados, aos filhos e filhas do povo ucraniano, que são obrigados a repelir os ataques incessantes do agressor e ocupante injustos com armas nas mãos. Quero dizer a vocês, nossos queridos soldados, voluntários, combatentes da defesa territorial: estamos orgulhosos de vocês e rezamos por vocês. Estamos orgulhosos de vocês exatamente porque vocês surpreenderam o mundo com sua coragem, sua bravura, até mesmo sua sabedoria em enfrentar um inimigo que é numericamente maior que nós. As palavras do profeta Isaías, dirigidas aos governantes injustos, aos poderosos deste mundo, se cumprem em vocês. Ele diz: “Faça planos, mas eles não terão sucesso, pois Deus está conosco”. Com seu sacrifício hoje, vocês estão destruindo os desígnios perversos dos ocupantes e dos poderosos deste mundo, que os apóiam ou justificam. E assim rezamos por você.

Saiba que o sol nunca se põe sobre a cabeça do sacerdote ucraniano que serve a Deus, que oferece o sacrifício incruento do Corpo e Sangue de nosso Salvador no altar. Porque quando um padre sobe ao altar na Austrália, em Sydney ou Melbourne, então o bastão da oração é passado para a Austrália Ocidental, para o Extremo Oriente, Ásia Central, Cazaquistão, Rússia.

Então a Ucrânia reza por todos vocês, e então os sacerdotes estão diante do trono de Deus em oração na Europa Central e Ocidental. E assim nosso clero na Argentina, Brasil, na costa leste da América e Canadá começam a rezar, e assim o revezamento de oração termina em São Francisco no oeste da América ou em Vancouver, no oeste do Canadá. Assim, o sol nunca se põe sobre a cabeça do padre ucraniano que reza por vocês, pela vitória da Ucrânia.

Com nossa vigília de oração, nós os apoiamos, organizamos nossas comunidades ao redor do mundo, para que a Ucrânia vença nesta guerra justa defensiva contra o injusto agressor russo.

Ó Deus, abençoe a Ucrânia. Ó Deus, abençoe o exército ucraniano. Ó Deus, abençoe todos aqueles que rezam conosco hoje, se solidarizam conosco, que apoiamos a Ucrânia em sua luta justa. Ó Deus, dá à Ucrânia e ao mundo Tua paz justa e divina.

Que a bênção do Senhor e sua misericórdia desçam sobre vocês por sua divina graça e amor e permaneçam agora e para todo o sempre, amém.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Svyatoslav+
Pai e Primaz da Igreja Greco-Católica Ucraniana
04.08.2022

Fonte

Escreva abaixo seu comentário.

Por favor escreva um comentário
Por favor insira o seu nome aqui